27 de março de 2017

Caminhos da vida


Como escolher qual caminho seguir em meio a tantos? Como saber quais serão as pedras que encontrarei? Como saber qual flor estará ao fim da estrada? Como distinguir a razão da emoção? Como saber o que é certo e o que não é? São tantas incógnitas e nenhuma certeza... A vida é incerteza. Mais incerta ainda são as nossas escolhas.
E quando dizem que tudo pode acontecer é porque tudo, tudo mesmo pode acontecer. Nada nessa vida é certo. O livre arbítrio está em nossas para ser usado. E não ouse guarda-lo no bolso achando que são só mais duas palavras usadas ao acaso. Porque quando você estiver em frente a uma bifurcação, você entenderá que está em suas mãos a sua vida, que a escolha é unicamente sua. E pode ser que você descubra tarde demais. Não se engane e acredite: há sempre outro caminho a seguir; há sempre uma luz na escuridão, por mais fraca que esteja. Sempre haverá outra opção. Sempre haverá tempo de mudar o caminho. A escolha continua sendo sua.
É importante pensar/refletir sobre a vida, mas é imprescindível vive-la sem medo do depois. Vive-la intensamente. Viver sem arrependimentos. Viver o amor. Viver a alegria. Viver os erros e as vitórias. Viver as lágrimas que surgem no caminho. Viver cada momento. Pois quando você se der conta a sua vida já estará ao fim. Tudo passou tão rápido quando aquela tarde ensolarada no parque. Porque a vida é tão leve quanto o vento e tão pesada quanto o ar que respiramos. Nunca pense que tudo acabou. Você vai se surpreender quando a vida mostrar-lhe o que ainda há para viver.
Aline Bueno

Nenhum comentário:

Postar um comentário